sábado, 22 de dezembro de 2012

DE OLHO NO CALENDÁRIO...

Imagem DE OLHO NO CALENDÁRIO...

A Fundação Aprender entrará de recesso no dia 22 e voltará ao seu atendimento normal a partir do dia 02 de janeiro de 2013. Desejamos aos nossos alunos, professores, amigos e colaboradores Feliz Natal e felicidades no próximo ano.

POR ONDE ANDA A FUNDAÇÃO APRENDER?

Durante o mês de novembro e dezembro os professores da Fundação Aprender estiveram realizando trabalhos de formação de professores da rede pública municipal nas cidades de Bom Repouso, Candeias, Campo do Meio e Elói Mendes. Com isso, a Fundação cumpre sua missão institucional: “Promoção Humana pelo Conhecimento”!

Para o mês de janeiro, algumas cidades já contrataram a presença da Fundação para abertura do ano letivo. Reserve também nossos serviços em sua cidade, pelo endereço secretaria@fundacaoaprender.org.br e veja nossas propostas em http://www.fundacaoaprender.org.br/cursos

Imagem POR ONDE ANDA A FUNDAÇÃO APRENDER

Na foto, grupo de professores da rede municipal de Candeias/ MG e professora Júlia Eugênia Gonçalves.

DEFESA DE TCC DO CURSO DE GESTÃO EDUCACIONAL

A aluna Nancy Maria Pena Chiaradia, do curso de Pós-Graduação em Gestão Educacional na modalidade EaD, defendeu seu TCC , intitulado “A EDUCAÇÃO, SEUS DESAFIOS E RECOMPENSAS” - MEMORIAL ACADÊMICO, no último dia 01/12, na sede da Fundação Aprender, em Varginha.

A referida aluna realizou o curso a distância, com aproveitamento de estudos do Progestão/ SEEMG e recebeu o título de especialista em Gestão Educacional. Participaram da banca as professoras mestres Francisca Fernandes Carvalho e Júlia Eugênia Gonçalves e a professora especialista, Maria Augusta Nogueira de Franco.

Imagem DEFESA DE TCC DO CURSO DE GESTÃO EDUCACIONAL

Na foto, os componentes da banca com a aluna e seu marido.

Saiba mais sobre este curso em http://www.fundacaoaprender.org.br/gestao-educacional

terça-feira, 23 de outubro de 2012

10 ANOS DE FUNDAÇÃO APRENDER




A Fundação Aprender completou 10 anos de instituição em 22/10. Durante este período consolidou-se como entidade sem finalidades lucrativas, conquistando os títulos de Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal.
Desenvolveu diversas ações sociais, recebendo prêmios que reconheceram o trabalho realizado pela comunidade sul mineira.
Atua como instituição formadora de professores em mais de sessenta municípios do sul de Minas, desenvolvendo projetos de capacitação para as redes públicas de ensino.
Estabeleceu parcerias com instituições de ensino superior, sendo a primeira entidade a oferecer cursos de pós-graduação nas áreas do Direito e do Meio Ambiente, na cidade de Varginha.
Hoje em dia tem como parceiros o Centro universitário Newton Paiva, de Belo Horizonte; a Fundação Hermínio Ometto, mantenedora da Uniararas, de São Paulo; o Centro Universitário em Gestão Tecnologia e Educação – FAI - de Santa Rita do Sapucaí; a Funenseg – Fundação Nacional de Seguros, garantindo a oferta de diversos cursos de extensão, graduação e pós-graduação.
Sua diretoria atual é composta pelo advogado e prof. mestre Emerson Luiz de Castro, pelo  advogado e prof. Mestre João Ricardo Sobrinho e pela psicopedagoga e profa. Mestre Júlia Eugênia Gonçalves, que agradecem o apoio recebido de seus clientes, parceiros e amigos.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

REVISTA CIENTÍFICA APRENDER VOL. VI


Está disponível  o número VI de nossa Revista Científica Aprender. Trata-se de um número comemorativo dos 10 anos da Fundação. Nesta edição temos artigos focados em Educação, Psicopedagogia, Educação Ambiental, Nutrição e Educação Especial. Selecionamos textos que integram os campos de intervenção da Fundação Aprender e, com isso, afirmamos o desafio de sermos um elemento propagador de informações e saberes que favoreçam a ampliação de nossos conhecimentos.

Nutrição organo–minerais no cultivo de plantas medicinais é o artigo de Fabiano Rodrigues de Carvalho, que destaca o cultivo de plantas medicinais, sua eficácia e segurança e afirma ser “urgente que a área rural comece a receber informações agronômicas e agroecológicas sobre estas plantas.” Árvores frutíferas do cerrado e a sustentabilidade é o trabalho apresentado por Thiago Jesus R. dos Santos e Rosangela Zampero que, no universo da pesquisa realizada, observaram a desvalorização e o pouco conhecimento sobre as espécies frutíferas dos cerrados brasileiros. Ainda no que se refere ao Meio Ambiente, Alcione Pereira Martins, Juliana Martins de Mesquita Matos, Kennya Mara Oliveira Ramos e Rosana de Carvalho Cristo Martins escrevem sobre “Atividades lúdicas em projeto de educação ambiental em uma unidade de conservação”, interessante relato que investiga a funcionalidade de atividades lúdicas como ferramenta adicional no processo de ensino-aprendizagem, permeando objetivos de Educação Ambiental.
No campo da Educação Inclusiva, tarefa que temos dedicado esforços na docência, na produção de livros e artigos, em cursos de capacitação e aprimoramento de educadores, Raissa Lustosa e Silva Nery e Camila Siqueira Cronemberger Freitas nos brinda com o texto “A percepção dos profissionais da educação acerca da política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva”, destacando a importância da formação continuada para que seja possível uma educação, de fato, inclusiva e com a qualidade necessária ao acolhimento da diferença. Linete Oliveira de Sousa, após revisão bibliográfica, estuda “A inclusão escolar no contexto da educação infantil” e pesquisa como acontece a inclusão de crianças com deficiência de zero a cinco anos, em instituições de Educação Infantil, públicas e privadas, abordando desde aspectos históricos e atuais da Educação Especial, Educação Inclusiva e Educação Infantil, até a legislação vigente.
Valdenice Craviee produziu o ensaio “A afetividade no processo de aprendizagem” abordando fatores concernentes à afetividade na aprendizagem contemporânea, enfatizando a necessidade de se valorizar os elementos subjetivos na educação brasileira, apostando na aprendizagem interativa, capaz de respeitar os desejos e expectativas dos alunos, de modo a torná-los autônomos e críticos. “A educação pós-moderna: percalços do ensino-aprendizagem em novos horizontes”, artigo de Paulo Gilson Carvalho Júnior destaca o desafio da reconceitualização do professor como pesquisador nos pressupostos da pesquisa investigativa, abordando a identidade pós-moderna na educação e elegendo a formação do professor pesquisador reflexivo como principal ferramenta para tentar sanar as dificuldades deste âmbito escolar heterogêneo, unido aos novos elementos tecnológicos e sociais comunicativos da atualidade.
Alcione Pereira Martins, autora do artigo “A responsabilidade da prática pedagógica do educador” trata da necessária reflexão sobre como tem sido a dinâmica dos educadores no ambiente escolar, e quais impactos da ação educativa frente ao quadro de complexidade entre o prazer de ensinar e a responsabilidade da profissão docente. Taiza Ramos de Souza C. Ferreira e Tatiane Tavares da Silva apresentam, no texto “Bullying como um subtipo de violência no âmbito escolar e suas repercussões no campo da saúde e do direito”, uma abordagem sobre as práticas de violência contra crianças e adolescentes, delimitando-se ao fenômeno Bullying como uma das formas de violência praticadas contra esses atores sociais, apresentando sua definição, em que momento essa discussão aparece na história, bem como as características desta prática. As autoras fazem uma reflexão sobre as repercussões sociais no cotidiano das crianças e adolescentes vítimas de Bullying, abordando aspectos das Leis Brasileiras, e ainda, leis internacionais de combate ao Bullying, como as existentes nos Estados Unidos, em Portugal e no Reino Unido.
“Amiga pedagógica qualificada (APQ) e Psicopedagogia: reflexões sobre o olhar e a escuta psicopedagógica na atuação da APQ” é o artigo de Carla Laudares Mendonça Gomes, que objetiva refletir sobre o olhar e a escuta psicopedagógica na atuação da Amiga Pedagógica Qualificada APQ- que, geralmente, é uma psicopedagoga ou professora preparada para realizar um acompanhamento escolar diferenciado e personalizado, de acordo com as necessidades escolares do sujeito aprendente, que geralmente é uma criança ou adolescente.
Encerramos este número de nossa Revista Científica com o interessante trabalho de Maria de Fátima de Lima das Chagas e de José Válter Rebouças, “Rede de escrita digital: atuação docente na inter-relação dos letramentos alfabético e digital”, onde apontam para a imensa tarefa de aprendermos a lidar com as informações, construindo habilidades para transformá-las em conhecimentos que favoreçam e facilitem relações interpessoais, em todos os âmbitos sociais, inclusive no educacional. Destacam que os gêneros textuais, presentes no contexto da tecnologia digital, têm como finalidade comunicar, informar, formar, instruir, analisar e oferecer oportunidades de produção e autoria de forma dialógica e de interação em espaço virtual, como em chats, blogs, redes sociais e enciclopédias digitais, Para os autores a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação como instrumentos de leitura e escrita, oportunizam alunos e professores a inter-relação dos letramentos alfabético e digital nas práticas educativas e sociais.
Que todos tenham boas leituras e façam novas aprendizagens!
Até nosso próximo número!
Professor João Beauclair. 

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

MEC muda programa para melhorar acessibilidade nas universidades



O Ministério da Educação (MEC) mudou o formato do Programa Incluir, destinado a investimentos nas universidades públicas para melhorar a acessibilidade de pessoas com deficiência. Até 2010, o recurso era colocado à disposição por meio de editais e as universidades participavam de uma seleção para receber os valores. A partir deste ano, a pasta decidiu eliminar a seleção e definir já na proposta orçamentária o montante para cada universidade.

Em 2009 a Fundação Aprender realizou um trabalho na UNIFAL, em Alfenas/ MG, com a equipe do Núcleo de Inclusão daquela universidade.


Diversas palestras foram proferidas para o público de professores, funcionários e alunos, a fim de que pudessem adquirir nova maneira de ver e interagir com as pessoas com deficiências que frequentam a instituição de diversas maneiras.

Além disso, o grupo participou de um curso on line sobre mediação da aprendizagem na escola inclusiva, pela plataforma de ensino da Fundação Aprender.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

TURMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA ENCERRA O CURSO

A turma de pós-graduação em Psicopedagogia mantida pela Fundação Aprender em parceria com a FAI, na cidade de Santa Rita do Sapucaí que teve início em 2011, encerrou suas atividades neste último sábado com uma Oficina de TCC ministrada pela coordenadora do curso, a psicopedagoga Júlia Eugênia Gonçalves.Os trabalhos se desenvolveram muito bem e os aluno saíram da aula com o TCC já esboçado, para defesa em outubro.Na ocasião, a turma confraternizou, como demonstra a foto.Parabéns aos formandos !Continuamos com uma turma do mesmo curso, iniciada em 2012 e no dia 15 de setembro vai ter início a turma do curso de pós- graduação aperfeiçoamento em Clínica Psicopedagógica, cujas matrículas podem ser feitas na tesouraria da FAI. Veja em http://www.fai-mg.br

terça-feira, 19 de junho de 2012

PROFESSORA E ALUNA DA FUNDAÇÃO APRENDER APRESENTAM TRABALHO CIENTÍFICO NO CONGRESSO DE PSICOPEDAGOGIA EM JULHO/SP

A professora Ms. Cláudia Marques Cunha Silva , docente dos cursos de pós-graduação em Psicopedagogia da Fundação Aprender e a aluna do referido curso, Carla Laudares, tiveram trabalhos científicos aprovados para apresentação no IX Congresso de Psicopedagogia a ser realizado de 05 a 08 de julho, em SP.


A professora Cláudia fará uma apresentação oral acerca do trabalho psicopedagógico que realiza com a Universidade da Terceira Idade, na FAI, Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação de Santa Rita do Sapucaí, parceira da Fundação Aprender há vários anos na oferta de cursos de pós-graduação em Psicopedagogia. O título é "Um "Projeto de Psicopedagogia na Terceira Idade".


A aluna da turma do curso de pós-graduação em Psicopedagogia, Carla Laudares apresentará uma poster sobre o trabalho "Amiga Pedagógica Qualificada ( APQ) e Psicopedagogia- reflexões sobre o olhar e a escuta psicopedagógica na atuação da APQ."


A Fundação Aprender sente-se honrada por possuir ambas em sua equipe !

VESTIBULAR UNIARARAS

No próximo dia 07 de julho, às 9 horas, na sede da Fundação Aprender, à rua Wenceslau Braz 700, Centro, Varginha,  será realizado o vestibular para as turmas de Pedagogia e Gestão de Negócios  mantidas em Varginha pela Uniararas, em parceria com a Fundação Aprender.


As inscrições encontram-se abertas pelo site da Uniararas  e maiores informações podem ser obtidas nos links http://www.fundacaoaprender.org.br/gestao-de-negocios e  http://www.fundacaoaprender.org.br/pedagogia

O modelo inovador da Uniararas destaca-se pelo fato de os cursos EaD possuirem encontros diários com o tutor, o que dá mais segurança ao aluno em seus estudos autônomos. As provas são realizadas em Araras, cujo polo é credenciado pelo MEC.


terça-feira, 15 de maio de 2012

XI FÓRUM DE DISCUSSÕES SOBRE O MEIO AMBIENTE DE VARGINHA

No próximo dia 4 de junho, no Teatro  Capitólio , será realizada mais uma edição do Fórum de Meio Ambiente de Varginha, iniciativa da Fundação Aprender e Vita Corpus, farmácia de manipulação.
O fórum deste ano terá como tema : "Da ECO 92 a RIO + 20". O que mudou ?
O palestrante será Tiago  Silva Alves de BritoMestre em Meio Ambiente e Turismo pelo Centro Universitário UNA , Especialista em Análise Ambiental pelo Centro Universitário UNA , Especialista em Psicopedagogia pela Faculdade FEAD/MG  e Graduado em Geografia pelo Centro Universitário Newton Paiva.
O evento conta com o apoio da Fundação Cultural de Varginha e Secretaria Municipal de Meio Ambiente do município.
Recebeu o patrocínio das seguintes empresas comprometidas com o meio ambiente :






Programação :18h- credenciamento;18h45m - abertura oficial do evento;19h - palestra Proluminas;19h30m - debate sobre a palestra Proluminas;20h - palestra sobre o tema do fórum;21h - debate e proposições;21h30m- encerramento oficial.

As inscrições são realizadas na Fundação Aprender, à rua Wenceslau Braz 700, Centro, do dia 15 ao dia 30 de maio.
As primeiras 150 pessoas a chegarem ao Teatro Capitólio receberão uma sacola ecológica.Como sempre ocorre, desde o primeiro fórum em 2002, o sr Ademir Ramos, ambientalista da cidade de Varginha, fará a doação de mudas aos participantes.


sexta-feira, 13 de abril de 2012

ALFABETIZAÇÃO NA REDE DE ENSINO BÁSICO



A Fundação Aprender presta serviços às secretarias municipais de educação e um dos trabalhos mais requisitados tem sido o curso de método fônico de alfabetização de Iracema Meireles - MIM -, com posterior acompanhamento do trabalho dos professores.
Isso já aconteceu nas cidades de Carmo da Cachoeira, Estiva, Monsenhor Paulo e, neste momento,ocorre em Bom Repouso.
Estivemos lá na última quarta feira, dia 11 de abril e nos surpreendemos com a qualidade do trabalho realizado pelos professores do primeiro ano. As crianças já leem dissílabos formados com sílabas simples e a aplicação do método começou depois do carnaval !
Esta é uma das principais características do MIM: aprendizagem rápida e prazerosa !
Parabéns aos professores de Bom Repouso !



domingo, 18 de março de 2012

PÓS-GRADUAÇÃO EAD

Parceria

Imagem Logo Fundação
E
Imagem Logo Newto Paiva
A Fundação Aprender, com 10 anos de experiência na educação continuada de profissionais das áreas da saúde e educação, em parceria com o Centro Universitário Newton Paiva, instituição tradicional em Belo Horizonte reconhecida pela qualidade de seus cursos, firmam parceria para a oferta de cursos na modalidade EaD.
São dois cursos totalmente à distância,com atividades assíncronas,  o que permite ao aluno estudar em seus horários preferidos. Utilizam a plataforma moodle, que é de fácil manejo e tem muitas funcionalidades:

 
GESTÃO EDUCACIONAL
Os professores que participaram do Progestão poderão requerer aproveitamento de estudos, realizando do curso em menor tempo e com mensalidades proporcionais às disciplinas cursadas.Tem duração de 10 meses e apenas um encontro presencial para a defesa do TCC, que poderá ser agendado para a cidade de Belo Horizonte ou Varginha.
Para obter mais informações acesse o link http://www.fundacaoaprender.org.br/gestao-educacional
 
PSICOPEDAGOGIA
O curso de Psicopedagogia tem duração de 18 meses e apenas um encontro presencial para a defesa do TCC, que poderá ser agendado para a cidade de Belo Horizonte ou Varginha.
Segue as diretrizes para a formação do psicopedagogo emanadas da Associação Brasileira de Psicopedagogia e contempla as áreas de atuação institucional e clínica.

Ambos os cursos têm como característica inovadora o fato de que o aluno, ao formalizar sua matrícula, acessa  imediatamente os conteúdos do curso, interagindo com os colegas por meio de um fórum coletivo. Isso garante que  não fique esperando formar a turma para iniciar seus estudos.
Para obter mais informações acesse o link   http://www.fundacaoaprender.org.br/psicopedagogia_newton

 

quinta-feira, 15 de março de 2012

NOVA TURMA DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA NA FAI

O sábado, dia 25 de fevereiro, marcou o início das aulas das turmas 2012 de Pós-Graduação da FAI.  Alunos de dez diferentes cursos foram recebidos pela diretoria e coordenadores acadêmicos e, após um delicioso café de confraternização, participaram de palestras especiais de boas vindas. 


Os alunos dos cursos de Pós-Graduação na área de Educação foram recebidos pelas professoras e psicopedagogas Rose Mary Bueno e Julia Eugênia Gonçalves, coordenadora acadêmica. Na aula inaugural estavam presentes alunos dos cursos de Docência do Ensino Superior, Supervisão, Educação Inclusiva, Gestão e Psicopedagogia e a oficina desenvovida, objetivando atender ao interesse de todos os alunos,  constou de duas partes.

A primeira foi direcionada para o trabalho com os valores que devem sustentar a prática dos profissionais da educação e a orientação curricular, e a segunda parte foi desenvolvida com a dinâmica “Inventário de estilo de aprendizagem”, por meio da qual cada participante conseguiu realizar o processo metacognitivo identificando o seu estilo de aprendizagem.

O curso de pós-graduação em Psicopedagogia é fruto de uma parceria entre a FAI e a Fundação Aprender, de Varginha, mantida desde 2005.  A profa. Júlia considera que o sucesso do curso de Psicopedagogia da FAI reside no fato de que atende às diretrizes para a formação do psicopedagogo emanadas da ABPp- Associação Brasileira de Psicopedagogia – e contempla as áreas de atuação institucional e clínica. 
_ “Esta é a oitava turma do curso na FAI e a décima sétima da Fundação Aprender”, lembra a coordenadora. _ “Os alunos confiam no nosso trabalho porque é revestido de seriedade e compromisso com a formação profissional”.



No dia 03 as aulas tiveram início , com a profa. Júlia ministrando a disciplina "Fundamentos de Psicopedagogia", à nova turma.


APLICAÇÃO DO MÉTODO FÔNICO DE ALFABETIZAÇÃO GARANTE QUALIDADE DE ENSINO NO PRIMEIRO ANO

A Fundação Aprender atua nos municípios de Monsenhor Paulo, Estiva, Tocos do Moji , Bom Repouso  e Carmo da Cachoeira orientando os professores das séries iniciais do ciclo básico de alfabetização no emprego do método fônico de autoria de Iracema Meireles..
Tais cidades têm conseguido alcançar resultados muito significativos nas avaliações sistêmicas do Estado e elevado o índice do IDEB.


Recentemente Carmo da Cachoeira obteve o índice de 617 pontos no proalfa, enquanto a média do Estado de Minas é de 603 pontos. Ficou com o 6o. lugar na Superintendência Regional de Varginha. Parabéns à equipe comandada pela profa. Enelzira !


Nesta semana, dando continuidade a este trabalho, a psicopedagoga Júlia Eugênia Gonçalves esteve em Bom Repouso.

FUNDAÇÃO APRENDER AMPLIA SUA ATUAÇÃO PARA O ESTADO DE SP







No dia 05 de março a Fundação Aprender esteve presente na cidade de Leme/SP, realizando projeto de capacitação de professores na Escola  Estadual Altimira Pink.
O professor Vicente Baldo trabalhou o tema "Auto-estima e trabalho docente"e a psicopedagoga Júlia Eugênia Gonçalves apresentou aos professores o tema "Gestão da Diversidade ".
Os docentes participaram com muita atenção e contribuíram para o sucesso do evento.
Estiveram presentes professoras da Diretoria de Ensino.
Peça sua proposta de capacitação à Fundação Aprender. 10 anos e mais de 60 municípios atendidos !

quarta-feira, 14 de março de 2012








A Fundação Aprender, com 10 anos de experiência na educação continuada de profissionais das áreas da saúde e educação, em parceria com o Centro Universitário Newton Paiva, instituição tradicional em Belo Horizonte reconhecida pela qualidade de seus cursos, firmam parceria para a oferta de cursos na modalidade EaD.
São dois cursos totalmente à distância, com atividades assíncronas,  o que permite ao aluno estudar em seus horários preferidos. Utilizam a plataforma moodle, que é de fácil manejo e tem muitas funcionalidades:

GESTÃO EDUCACIONAL
Os professores que participaram do Progestão poderão requerer aproveitamento de estudos, realizando do curso em menor tempo e com mensalidades proporcionais às disciplinas cursadas.Tem duração de 10 meses e apenas um encontro presencial para a defesa do TCC, que poderá ser agendado para a cidade de Belo Horizonte ou Varginha.
Para obter mais informações acesse o link   http://www.fundacaoaprender.org.br/gestao-educacional

PSICOPEDAGOGIA
curso de Psicopedagogia tem duração de 18 meses e apenas um encontro presencial para a defesa do TCC, que poderá ser agendado para a cidade de Belo Horizonte ou Varginha.
Segue as diretrizes para a formação do psicopedagogo emanadas da Associação Brasileira de Psicopedagogia e contempla as áreas de atuação institucional e clínica.

Ambos os cursos têm como característica inovadora o fato de que o aluno, ao formalizar sua matrícula, acessa  imediatamente os conteúdos do curso, interagindo com os colegas por meio de um fórum coletivo. Isso garante que  não fique esperando formar a turma para iniciar seus estudos.
Para obter mais informações acesse o link   http://www.fundacaoaprender.org.br/psicopedagogia_newton

quinta-feira, 8 de março de 2012

HOMENAGEM ÀS MULHERES

No Dia Internacional da Mulher vimos prestar homenagem às mulheres que estão presentes em nossa instituição, desde aquelas que desempenham as funções mais simples, como àquela que ocupa a presidência do Conselho Curador, psicopedagoga Júlia Eugênia Gonçalves.


Mulheres estão sempre em nossa vida, como mãe, irmã, filha, amiga, professora e aluna. São especialistas na arte de cuidar, princípio ético da atualidade. 


video


Desejamos felicidades e realizações às mulheres que são nossas colaboradoras, professoras, alunas, parceiras, pela voz de Joyce, com sua bela canção - Feminina.


Feliz Dia Internacional da Mulher !











quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

COMPLETE SUA TURMA - INICIE APÓS O CARNAVAL

Os cursos do EducEAD, projeto desenvolvido em parceria com o portal Psicopedagogia on Line, são um sucesso junto ao público de estudantes e profissionais da Educação e Saúde.
Novas turmas terão início em 27/02.
Faça sua inscrição. Veja em www.educead.com.br

casal


Cursos Permanentes com início imediato
acesso liberado imediatamente após a confirmação do pagamento
Cursos Personalizados 
turmas de um mínimo de 15 alunos e com data agendada para início

FORMAÇÃO DE PROFESSORES

A formação e capacitação de professores da rede pública de ensino é uma "marca"da Fundação Aprender, que já atuou em mais de 60 municípios da região do sul de Minas.
No final de janeiro e início de fevereiro seus professores estiveram em Candeias, Bom Repouso, Tocos do Moji e Bandeira do Sul, realizando trabalhos na abertura do ano letivo.
Em Candeias foi realizada capacitação inicial dos alfabetizadores do Programa Brasil Alfabetizado - PBA.
Em Bom Repouso foi ministrado aos professores das séries inicias, o curso do método de alfabetização fônico criado por Iracema Meireles, que já aplicado com sucesso nas cidades de Estiva, Monsenhor Paulo e Tocos do Moji, sob a supervisão da psicopedagoga Júlia Eugênia Gonçalves.

Em Bandeira do Sul atuaram os professores Vicente Baldo e Ana Carla Maciel e , em Tocos do Moji, o professor João Beauclair trabalhou com os professores das séries iniciais e a profa. Júlia Eugênia, com os professores das séries finais do ensino básico.

Em março a Fundação continuará atuando em Monsenhor Paulo e vai ministrar palestra na cidade de Lemes, em São Paulo.
Os contatos sobre os cursos  e palestras de formação e capacitação de professores pode ser feito pelo telefone 35- 3222-1214.

PÓS-GRADUAÇÃO EAD


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

PÓS-GRADUAÇÃO EAD

Parceria

Imagem Logo Fundação
E
Imagem Logo Newto Paiva
PSICOPEDAGOGIA
A Fundação Aprender, que já formou 18 turmas de pós-graduação em Psicopedagogia, está com inscrições abertas para a 1º Turma do Curso de Psicopedagogia EaD, em parceria com o Centro Universitário Newton Paiva
O curso de Psicopedagogia EaD é realizado totalmente a distância, com atividades assíncronas,  o que permite ao aluno estudar em seus horários preferidos. Utiliza a plataforma moodle, que é de fácil manejo e tem muitas funcionalidades. Tem duração de 18 meses e apenas um encontro presencial para a defesa do TCC, que poderá ser agendado para a cidade de Belo Horizonte ou Varginha.
Sob a coordenação da psicopedagoga Júlia Eugênia Gonçalves, profissional reconhecida no âmbito da Psicopedagogia em nosso país, o curso segue as diretrizes para a formação do psicopedagogo emanadas da Associação Brasileira de Psicopedagogia.
Tem como característica inovadora o fato de que o aluno, ao formalizar sua matrícula, acessa  imediatamente os conteúdos do curso, interagindo com os colegas por meio de um fórum coletivo. Isso garante que  não fique esperando formar a turma para iniciar seus estudos.
Para obter mais informações acesse o link   http://www.fundacaoaprender.org.br/psicopedagogia_newton
GESTÃO EDUCACIONAL
A Fundação Aprender está com inscrições abertas para a 1º Turma do Curso de Pós –Graduação em Gestão Educacional , em parceria com o Centro Universitário Newton Paiva
Você, que participaram do Progestão , poderão requerer aproveitamento de estudos.
O curso de Gestão Educacional é realizado totalmente a distância, com atividades assíncronas,  o que permite ao aluno estudar em seus horários preferidos. Utiliza a plataforma moodle, que é de fácil manejo e tem muitas funcionalidades. Tem duração de 10 meses e apenas um encontro presencial para a defesa do TCC, que poderá ser agendado para a cidade de Belo Horizonte ou Varginha.
Tem como característica inovadora o fato de que o aluno, ao formalizar sua matrícula, acessa  imediatamente os conteúdos do curso, interagindo com os colegas por meio de um fórum coletivo. Isso garante que  não fique esperando formar a turma para iniciar seus estudos.
Para obter mais informações acesse o link  http://www.fundacaoaprender.org.br/gestao-educacional

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Diretor da Fundação Aprender participa da Comissão do Advogado Professor

Comissão do Advogado Professor da OAB/MG apresenta plano de atividades para 2012

O presidente da OAB/MG, Luís Cláudio Chaves recebeu, em seu gabinete, na tarde desta quarta-feira (18/01), integrantes da Comissão do Advogado Professor, que vieram apresentar o planejamento das atividades que serão desenvolvidas durante este ano.
Na ocasião esteve presente, o presidente da comissão, Emerson Luiz de Castro; a vice-presidente, Sabrina Torres Peixoto de Melo e a integrante, Karen Castro, além do presidente da CAA/MG, Walter Cândido dos Santos.
O prof. Emerson Luiz de Castro é o Diretor Executivo da Fundação Aprender e se destaca como advogado professor atuante nos meio acadêmico.